Salvador, 24 de julho de 2016

Um mero rótulo no “poder”

Data: 24/07/2016
14:17:47

Resultado de manifestações contra a ausência de negros e mulheres no primeiro e segundo escalões do governo Michel Temer, a nomeação da desembargadora Luislinda Valois para a Secretaria da Promoção da Igualdade Racial é apenas uma formalidade.

Maioria puramente demográfica, os chamados afrodescendentes constituem, por origem não reparada, as camadas menos privilegiadas e mais discriminadas da população, paradoxalmente ao sentimento “politicamente correto” que despertam.



O resto é demagogia

Data: 24/07/2016
14:16:58

Na mesma linha de raciocínio, negros dão charme eleitoral a uma chapa, especialmente nesta que é citada “a maior cidade negra fora da África”, embora só tenham lugar na periferia (dos governos).

Por isso a candidata a prefeita Alice Portugal (PCdoB), que deverá emplacar um “afrodescendente” como vice, corre para o marketing do racismo: “A pobreza em Salvador tem cor: é negra”.

A verdade do dia a dia, desgraçadamente, é outra. A pobreza é da grande maioria do povo soteropolitano e do povo brasileiro, independentemente da, a esta altura multissecular, composição étnica da nossa história.



Tijolo por tijolo

Data: 24/07/2016
14:15:25

A propósito, pelo que se observa e se ouve no meio social, o prefeito ACM Neto trabalha intensamente nesse segmento.

Não somente nas questões básicas da saúde e educação, mas na infraestrutura urbana e até dentro das próprias residências populares.

Em outubro, o mapa dos resultados eleitorais dirá que discurso funcionou melhor.



Ordem unida emergente

Data: 24/07/2016
14:14:33

Assombrado com a presença ostensiva, no Rio, de milhares de agentes de segurança das mais diversas corporações e patentes, Luiz Alfredo Motta Fontana acha, no espaço de comentários do site Bahia em Pauta, que há “algo errado” e pergunta:

“Em que quartel distante e camuflado se escondiam? O que faziam enquanto o crime e a desordem tomavam conta de nossas paisagens lúdicas? Por qual estúpida razão nós sustentamos essa tropa tão eficiente sem exigirmos um mínimo de trabalho e resultado no dia a dia?”



Qualquer coisa, a gente colabora

Data: 24/07/2016
14:13:17

Afinal, quanto custaria ao governo do Estadoi manter a Orquestra Sinfônica da Bahia?



Os pré-candidatos e a liberdade de expressão

Data: 24/07/2016
14:12:35

Em todo lugar, só se fala em “pré-candidaturas” e apenas “pré-candidatos” dão declarações à imprensa, do contrário correm o risco de ter suas pretensões impugnadas por “propaganda antecipada”.

Esse é mais um cinismo da política brasileira, algo que chega a beirar a ameaça à liberdade de expressão. Não há razão alguma para que uma pessoa não possa dizer, até anos antes, que será “candidata” a um cargo.

Não há, por outro lado, ou pelo mesmo lado, como contestar que uma pessoa, seja ela “do povo” ou autoridade consumada em assunto de elevado conhecimento, possa pronunciar-se sobre  o tema somente porque se declarou ou se insinuou candidata a mandato eletivo.

No plano comezinho da política, digamos que, vedada a prática de campanha objetiva, que nossos juízes são capazes de identificar, a prévia manifestação pública não rende vantagem a candidato nenhum, ao contrário, pode ser até prejudicial, pelos amplos interesses envolvidos.



A Palestina acima dos Jogos Olímpicos

Data: 22/07/2016
14:39:16

A “inteligência” brasileira já teve seus 15 minutos de fama – ou seriam 15 segundos? – previstos por Andy Wharol para todo ente vivente do planeta.

Agora deve repousar nos louros da vitória da prisão de “dez terroristas” e aguardar que os Jogos Olímpicos passem sem mais patacoadas, embora sempre atenta.

A questão palestina é o embrião de toda e qualquer luta envolvendo o sentimento islamita, porque é uma causa nacional, que, sem o radicalismo, teria sido resolvida na década de 90 pelos acordos de Oslo.

Em segundo plano, mas não menos importantes, vêm, nos diversos países da região, os problemas econômicos e sociais que milenarmente submetem populações à pobreza.

O Brasil tem uma história de apoio ao Estado da Palestina, e somente os adversários e agressores dessa ideia podem temer o ódio que provocam: Estados Unidos, França, Grã-Bretanha...

PS: Nesta nota, por óbvio deslize, já corrigido, incluímos, sob influência generalista do combate ao Estado Islâmico, a Rússia entre os países contra a libertação palestina, um verdadeiro disparate, pelo qual nos desculpamos.

 



Assaltos com barreiras

Data: 22/07/2016
14:37:35

Os “riscos” detectados na periferia dos Jogos não trariam consequência que não tenhamos visto amiúde como “crime comum”, mas que igualmente leva vidas, praticamente todo dia, embora o público só tome conhecimento das armações telefônicas dos bandidos, pela TV, depois que elas se consumaram.

Desta vez, foi ao contrário. Grampearam muita gente, em Estados distintos do país, quando a barbárie estava ainda em fase de "planejamento".

O mundo se curva ante o Brasil, sem atentar para o fato de que milhares de nacionais que desembarcam no Rio com o espírito esportivo no coração passarão por outro tipo de prova nas esquinas.



Diferencial pouco observado

Data: 22/07/2016
14:35:16

Na barafunda que virou a disputa eleitoral em Itabuna, onde a seca não é só de água, apresenta-se a candidatura do ex-deputado Coronel Gilberto Santana, que cumpriu mandato único na Assembleia Legislativa de 2011 a 2015.

Santana, filiado ao PTN, seria pelo menos uma opção imune de acusações de teor pecuniário, em contraponto às centenas de prefeitos e ex-prefeitos hoje apontados pelos tribunais como incapazes de continuar conduzindo o destino dos seus municípios.



Aliados até demais

Data: 22/07/2016
14:34:03

É de comover: o PRB quer João Roma Neto, o PMDB quer Bruno Reis, o PPS quer Guilherme Bellintani, o PV quer Luiz Carreira.

E mais nomes e partidos deve haver para sair um do bolso do prefeito ACM Neto como candidato a vice na chapa à reeleição.

Está em curso, inclusive depois do apoio do PTB e da exigência dos irmãos Vieira Lima por Bruno, o maior cheiro-mole dos últimos tempos na política baiana.



Manda quem pode

Data: 22/07/2016
14:31:59

Aliás, esse negócio de o PMDB “exigir” é balela das mais escancaradas. Parece combinação.

Embora muito forte, com bancada, igreja, televisão, não há como o PRB competir com Geddel e Temer nessa parada.



Um sonho de doçaria

Data: 22/07/2016
14:30:48

Agora, pra ficar comprovada mesmo essa força, era para sair Lúcio como vice de Neto.

Geddel tentaria o que quisesse em 2018, menos o governo, e o irmão se aconchegaria na Prefeitura em 2020.



Bolsa de valores

Data: 22/07/2016
14:29:56

Tia Eron, ela mesma sabe que não dá. Célia Sacramento, quem sabe?



Bahia pode sonhar com presidência da Câmara

Data: 21/07/2016
14:37:06

Do deputado Antonio Imbassahy, ninguém duvide, não se pode levar na brincadeira a candidatura – vá lá, postulação, ou sonho, esperança, projeto –, daqui a seis meses, a presidente da Câmara.

Com todos os defeitos que eventualmente lhe possam ser pespegados, Imbassahy é um técnico competente e conceituado e, no plano político, como dizem os que o conhecem melhor, capta todo o quadro num instante.

A prática administrativa de duas vezes prefeito e a liderança nacional de um partido como o PSDB, que responde por parte gorda do PIB do país, comportam ainda um agravante: a experiência como presidente da Assembleia Legislativa.



Tiros contra a PF: esclarecer é preciso

Data: 21/07/2016
14:33:52

A devassa contra a corrupção que a Polícia Federal vem fazendo em todas as esferas da administração pública foi questionada seriamente com o ataque, a tiros de grosso calibre, à superintendência do órgão em Goiânia.

Até agora, as investigações e execuções de mandados judiciais têm sido feitas em tranquilidade institucional em todo o Brasil, salvo situações específicas cuja natureza não chegou a ser definida.

Agora, houve um atentado, que só casualmente não vitimou agentes que estavam no prédio, já que as balas entraram pelas vidraças – uma ação que ultrapassa o limite legal de contestação das operações e invade o terreno do gangsterismo.

As organizações autenticamente mafiosas, como sabemos, não se contentam em fugir quando apanhadas em flagrante ou em tal iminência, mas, ao contrário, reagem. Ameaçam, intimidam e matam, no sentido de derrotar seus perseguidores e permanecer na conduta criminosa.

No entanto, com base no preceito de que a alguém aproveita o crime, este é o momento de, no nascedouro, apuração rigorosa do fato, que representa risco potencial de altíssimo grau ao Estado de Direito.



Pensamento do dia

Data: 21/07/2016
14:32:00

A esperança continuará apanhando muito, mas sobreviverá.



Sucessão ainda enrolada na cúpula petista

Data: 20/07/2016
16:24:41

A campanha municipal coloca o governador Rui Costa e o ex-governador Jaques Wagner, mais uma vez, em divergência.

Rui, que no íntimo preferia a senadora Lídice da Mata como candidata, recusa-se a render-se à deputada Alice Portugal, já abraçada por Wagner.

Curioso é que, para justificar o distanciamento, Rui usa o mesmo argumento de Wagner, quando assumiu o primeiro mandato, para não prometer nada ao então prefeito João Henrique: “Tenho 417 municípios para cuidar”.



Indecisão que decide

Data: 20/07/2016
16:23:12

Depois de ter votado contra a admissibilidade do impeachment da presidente Dilma Rousseff, o senador Otto Alencar (PSD) deverá mudar o voto no julgamento final.

Outro significado não tem o fato de colocar-se, agora, como “indeciso”. Em política, não se transita da certeza à indecisão para depois retornar. A não ser que ainda prevaleça a amizade com o "Galego".



Fevereiro de 17 é logo ali

Data: 20/07/2016
16:20:05

E natural que o deputado Marcelo Nilo queira o PSL apoiando o deputado Sargento Isidório à Prefeitura. Ele tem de cuidar das bases dele na Assembleia.



Não vai ter pra ninguém

Data: 20/07/2016
16:19:21

O presidente do partido Rede na Bahia, Júlio Rocha, afirma que há “uma forte pressão das bases” para o lançamento de um candidato a prefeito em Salvador.

Os postulantes são o produtor cultural Babuca Grimaldi, o ambientalista Sílvio Ribeiro e o advogado Francisco José. Pelo jeito, toda a base.



Estado sugere PPP para concluir Fiol

Data: 20/07/2016
16:18:37

Antes de pensar numa ferrovia transcontinental, ligando os Oceano Atlântico e Pacífico pelo coração da América Latina, o Brasil deve concentrar-se nas numerosas obras paralisadas em seu território, como a baianíssima Ferrovia de Integração Oeste-Leste.

A lógica da afirmação parece plausível a qualquer autoridade com responsabilidade pública, mas foi preciso que o senador Roberto Muniz (PP) a levantasse, em audiência de comissões no Senado, assim mesmo sem nenhuma garantia de que será acatada.

A Transcontinental, que passaria por Rio de Janeiro, Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso, Rondônia e Acre, até chegar ao Peru, seria construída em acordo com a China. Muniz questiona: “Quem é responsável para assumir esse compromisso em nome do governo federal, fixando metas e prazo?”

O senador julga mais razoável uma mudança no perfil de investimento da Fiol visando à conclusão da obra e anunciou que o governo da Bahia está disposto a estimular uma parceria público-privada com esse objetivo.



A língua é dinâmica

Data: 20/07/2016
16:16:53

Como quem não quer nada, o verbo desidratar incorporou-se ao jargão político. Agora, é todo mundo querendo desidratar tudo que não lhe interesse. Vem a ser o sucessor do hoje em desuso “desconstruir”.



A vitoriosa consorte

Data: 20/07/2016
16:16:19

Só uma dúvida assalta os corações dos que acreditam firmemente na originalidade do discurso de Melania Trump: ela considera casar com um bilionário “trabalhar duro” para vencer na vida?



Livre iniciativa

Data: 19/07/2016
14:35:43

O Japonês da Federal, usando tornozeleira eletrônica, volta a cumprir mandados de prisão.

Estava certo Goiabada, aquele palhaço representado por Jô Soares que não conseguia fazer o público rir por causa da concorrência.



A fórceps

Data: 19/07/2016
14:34:47

Vamos fazer uma vaquinha para pagar o parto do filho de Neymar. São R$ 51 mil de calote.



Foice e martelo, por favor!

Data: 19/07/2016
14:34:11

A confirmar-se declaração de deputado governista na edição de hoje da prestigiosa coluna Raio Laser, atribuindo ao PCdoB o uso “da foice e do machado” para eliminar obstáculos à deputada Alice Portugal na campanha municipal, cabe consideração.

É possível que a dita fonte tenha cometido ato falho, sugestionada pelo homem-bomba Sérgio Machado, que fez estrago muito maior. Mas a substituição do martelo na simbologia comunista era dispensável, diante do potencial também convincente dessa ferramenta.



No espírito da coisa

Data: 19/07/2016
14:33:04

Entrementes, na Secretaria do Turismo:

– O secretário está?

– Não, foi dar uma volta.



Um olhar sobre Renan (é necessário)

Data: 18/07/2016
15:11:51

Na eterna luta entre o Bem e o Mal, embora nenhum dos dois seja tão firme assim em suas convicções, o Brasil tem se livrado, de uma forma ou de outra, de personalidades prejudiciais à sua melhor História.

A mais recente delas é o deputado Eduardo Cunha, zumbi senil ao qual se aconselha até a antes desonrosa renúncia. É inacreditável, portanto, que o senador Renan Calheiros permaneça presidindo o Senado.

Renan não é melhor do que Cunha em seus subterrâneos. Engoli-lo agora, no auge da luta de setores da nação por limpeza institucional, seria uma cessão à política – no mau sentido – que desmereceria qualquer avanço.



O Judiciário contra a “reforma”

Data: 18/07/2016
15:10:49

É nesse cenário que o novo presidente da Câmara, Rodrigo Maia, articula com Renan uma comissão mista especial para agilizar o que denominam “a tramitação de reformas no sistema partidário e eleitoral”.

Independentemente do conteúdo da proposta, não será o senador a figura mais legítima a encabeçar esse processo, e poderá fazê-lo de fato se os juízes que restam em Brasília não se debruçarem sobre o material que têm em mãos.



A República sucumbe ao protocolo vulgar

Data: 18/07/2016
15:09:54

“Maia tem de conversar com Renan”, diz a imprensa, supostamente refletindo a realidade do quadro. A questão é saber como ele se sentirá no convívio estreito do gabinete, na foto que todos mandarão para todo mundo e todos os jornais no segundo seguinte.

Uma reunião desse nível para definir matérias tão importantes, com a cláusula de barreira que ameaçaria os pequenos partidos e a proibição de coligação para eleições parlamentares é, no mínimo, apressada, nas condições atuais.

O protocolo que reúne os presidentes da Câmara e do Senado é típico do republicanismo vigente, que constrange. É um dilema, é um drama, é uma desgraça, para ficar só na letra d.



Da antiguidade da música popular brasileira

Data: 18/07/2016
15:08:46

“Há sinceridade nisso?” – perguntava o cantor no antológico samba-choro de Carvalhinho, Dozinho e Manezinho Araújo. E o coro: “Não há, não há”. Uma boa para a criançada daquela década de 50.



Pesquisas não comovem senadores

Data: 18/07/2016
15:07:22

Para deleite de uns e tristeza de outros, pesquisas sobre o humor popular em relação aos mais altos dignitários do país são mero exercício vago, que não produzirá qualquer efeito.

Não interessa quantos por cento desejem ou não a volta de Dilma Rousseff ou a continuidade de Michel Temer porque esse é um destino que já está selado, com desfecho no Senado em agosto.

Não há, por outro lado, articulação nem ridícula promessa da permanência de Henrique Meirelles no comando da economia que faça “a senhora presidente”, como diz Temer, baixar de novo no Planalto.

As pesquisas podem servir apenas para manter em atividade os institutos e, naturalmente, os pesquisadores, no que seria pelo menos boa contribuição contra o desemprego. No resto, dão números que não dão em nada.



Combater o adversário é essencial a Rui

Data: 18/07/2016
15:05:49

Se a oposição em Salvador quiser levar as eleições na base do debate nacional, será chover no molhado. O tema é vencido, e a candidata Alice Portugal deve deixar isso pra outro.

Mesmo em desvantagem, pela capilaridade e abrangência da ação do prefeito ACM Neto, o foco terá de ser a cidade, ainda que, além do aspecto físico e gerencial, sejam levantadas questões institucionais e ideológicas.

A luta é desigual, sendo indispensável que o governador Rui Costa jogue seu peso, com o trabalho que realiza na capital, para, se for o caso, reduzir os termos da derrota.

Uma vitória estrondosa de Neto o faria candidato mais forte ainda ao governo em 2018, numa luta de titãs da qual "só um restará vivo", como nos faroestes do Morengueira.



Caso para aposta

Data: 18/07/2016
15:02:58

Dá-se que a vice-prefeita Célia Sacramento estaria ameaçando sair candidata a prefeita caso não seja confirmada na chapa de ACM Neto.

Política a esta altura experiente e com muita gente em volta para debater, não é possível que Célia não entenda a situação nem tenha um acordo com o prefeito.



Erundina se esqueceu do passado recentíssimo

Data: 16/07/2016
14:16:07

Num mundo em que a ciência política começou a ser formulada há três mil anos, a teoria marxista não tem duzentos e o “socialismo real”, cujo maior expoente foi a União Soviética, durou apenas setenta.

Sem prejuízo de ideias econômicas e filosóficas nem de princípios morais, de que não se deve abrir mão, mais eficaz seria para os pobres de hoje a solução mais factível possível dos seus problemas e carências.

Esse pensamento simplificado decorre da declaração de uma legítima representante da esquerda brasileira, Luiza Erundina, segunda a qual “a direita será invencível enquanto a esquerda não se unir”.

Mas a esquerda já não se uniu para eleger Lula? Ou ela quer incluir no pacote PSTU, PCB, PCO e outras legendas literalmente menos votadas, que ainda pensam na ditadura do proletariado – tomar tudo no pau?

A esquerda, como segmento político que quer lutar pela valorização do ser humano, pela desconcentração da riqueza, metas absolutamente indispensáveis à justiça social, terá de ser reconstruída no Brasil depois da desgraça que a acometeu no poder.



A prefeitha e o bom humor

Data: 16/07/2016
14:14:29

O saudoso comediante Geraldo Alves imitava a então prefeita de São Paulo Luiza Erundina, na TV, iniciando cada resposta de uma entrevista à imprensa com arremedo de linguagem esquerdista e vícios da fala: “Eu, enquanto mulher, enquanto prefeitha, enquanto nordestina...”

Foi quando o “repórter” perguntou sobre o aumento de ônibus que ela, depois de criticá-lo duramente durante a campanha, estava prestes a conceder: “Eu, enquanto mulher e enquanto nordestina, não quero o aumento. Mas, enquanto prefeitha...”



Bolso de colete

Data: 16/07/2016
14:12:12

É mais ou menos na mesma linha de incoerência do ex-presidente Lula ao ameaçar “voltar”, mas fazendo a ressalva de que “o PT tem quadros muito bons”. Se os tinha, falta explicar por que escolheu Dilma para sucedê-lo.



Partido único

Data: 16/07/2016
14:11:29

Se o presidente Temer unificar a “base aliada” mais do que já está, não haverá oposição.



Cassação prévia

Data: 16/07/2016
14:10:57

Temer quer uma reunião dos presidentes dos três Poderes para discutir uma saída para o Brasil: ele mesmo, Ricardo Lewandowski e Rodrigo Maia.

Renan Calheiros ficou de fora, porque, com 12 inquéritos no Supremo Tribunal Federal, não se sabe que contribuição poderia dar.



Empresas treinam supressão de provas

Data: 16/07/2016
14:09:35

De repente, são apreendidos em grandes empresas documentos, computadores e até celulares pessoais de diretores e empregados para a análise de eventuais práticas criminosas.

Não, não é uma operação da Polícia Federal, mas de escritórios de advocacia que algumas organizações contratam, num exercício certamente muito bem pago de prevenção de futuras acusações.

Antigamente, as simulações eram exclusividade de profissionais e estudantes antes de fazerem palestras e de candidatos a mandatos eletivos quando iam participar de um debate com os concorrentes.




Página Anterior   Próxima Página