Oposicionista diz que ato foi reivindicatório


Já o deputado Clóvis Ferraz (DEM) questionou o interesse dos parlamentares governistas de "descaracterizar" o evento, "que não foi contra o governo federal ou estadual, mas para fazer reivindicações justas diante do estado de penúria das prefeituras com a queda da arrecadação proveniente do Fundo de Participação dos Municípios".


Ferraz se disse desagradado pelas declarações do deputado Zé Neto e do secretário de Relações Institucionais, Rui Costa, "para quem só havia 30 prefeitos na marcha, quando sabemos que participaram 262". Ele afirmou que os prefeitos foram barrados na Governadoria e que depois não quiseram entrar porque "só havia 300 cadeiras para mais de mil manifestantes".

Luís Augusto Gomes - Por Escrito

http://www.porescrito.com.br