Nordeste quer políticas públicas em vez de UPP


O projeto dava apoio financeiro às atividades dos moradores, assessoria para solução de problemas técnicos, parcerias com entidades públicas e privadas e ainda promovia atividades de capacitação da juventude para o trabalho. "Os R$ 3 milhões que foram investidos no último ano, 2006, hoje estão diluídos em projetos por toda a cidade, sem representar solução para nenhum deles", afirma Cristiano.

Luís Augusto Gomes - Por Escrito

http://www.porescrito.com.br